MEMBROS

TURUNGUINHA - DADOS BIOGRÁFICOS

Publicado dia 08/06/2019 às 10h07min
José Francisco Bezerra, o Turunguinha, nasceu no dia 14 de janeiro de 1954, no Sítio Sapucaia, Correntes/Pernambuco.

José Francisco Bezerra, o Turunguinha, nasceu no dia 14 de janeiro de 1954, no Sítio Sapucaia, Correntes/Pernambuco, 3km distante da cidade, sendo o segundo filho masculino do casal Maria da Conceição Bezerra e Antônio Francisco Bezerra. Foi batizado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira daquela cidade. Em seguida, aos oito anos de idade, foi lavrado o seu acento no cartório do registro civil da comarca de Correntes/PE. O apelido Turunguinha foi dado aos 4 anos de idade, por uma vizinha da família, chamada Regina de Zé Telengo. Ainda menino, estudou nas Escolas: Prudente de Moraes, Escola Sérgio Godoy, Recife, Escola Joaquim Inácio, Correntes/PE e 26 anos depois, concluiu o ensino fundamental no Colégio Estadual Serra da Boa Vista, Palmeira dos Índios - AL.

   Em fevereiro de 1978, casou-se com Maria José Leite, natural de Viçosa - AL. Da união conjugal, nasceram: Samônico, Edécio, Salvador, Maria José, (Dalva in memoriam), Jaciara, Claúdio, Suzana, (Levi in memoriam).

    O poeta trabalhou durante 6 anos na usina Guaxuma (Coruripe-AL) e em São Paulo/SP, por pouco tempo. Aos 19 de novembro 1985 chegou em Palmeira dos Índios – AL, onde desde então reside. Trabalha como funcionário da Prefeitura desde 08 de maio de 1987. Assumiu o cargo de Administrador de cemitérios do Município, de 20 de junho de 2001 a 20 de junho de 2002. Foi candidato a vereador pelo PTB nas eleições de 2000, obtendo menos de 100 votos, depois disso... Poeta sim, político não, a não ser a cada eleição na hora do voto.

Até os seus 33 anos, Turunguinha não tinha escrito sequer uma linha, porém, a partir dali, começou a escrever crônicas e poesias em vários estilos e temas diversos. O seu primeiro livro foi lançado em janeiro de 1995, em seguida foi aperfeiçoando-se nos estudos e trabalhos culturais, fazendo brilhar sua Arte-Cultura e filosofia poética onde quer que fosse... E que houvesse e que haja povo e interesse da parte de quem quer que seja. Afirma-se ainda que, o poeta tem em arquivo 25 espessos volumes em papel tamanho A4, esperando oportunidade para serem lançados. Observa-se que o referido tem um “hobby” que é escrever... Porém, sabe-se por meio dos seus labores, que não faz parte da sua índole, levar o seu público a ler aquilo que a criança não pode e nem deve ler. E ainda: o primeiro lançamento em livro foi uma cortesia do Sr. Eraldo Vieira de Mello, de saudosa memória, na época proprietário da Editora INDUSGRAF, responsável por quase todas as edições do Vate. Hoje, nós temos uma faixa de 36 livros na praça, além de CDs e DVDs com mil e uma coisas diferentes, para qualquer povo em qualquer tempo e lugar, ou seja, em qualquer continente.

   José Francisco Bezerra, o Turunguinha, é MEMBRO EFETIVO da AALC – Academia Alagoana de Literatura de Cordel, ocupando a cadeira de nº 20 tendo como Patrono Francisco Sales Arêda.

Estes dados foram coletados numa grata iniciativa do jornalista de “saudosa memória” Luiz Byron Torres.

Fonte: AALC - ACADEMIA ALAGOANA DE lITERATURA DE CORDEL

Mais Populares

NOTA DE FALECIMENTO

29 de julho de 2019 |   197

CADEIRAS, MEMBROS EFETIVOS E PATRONOS

03 de maio de 2019 |   174

CICERO MANOEL - DADOS BIOGRÁFICOS

06 de junho de 2019 |   151

ÚLTIMAS Notícias

NOTA DE FALECIMENTO

29 de julho de 2019 às 13:26:39

AALC NA RÁDIO GAZETA

15 de julho de 2019 às 10:50:55

O CAPETA, A PROSTITUTA E A POESIA

08 de julho de 2019 às 11:43:14



Fale Conosco

Praça Dom Pedro II s/n Centro Maceió AL
(82) 98805-2789 | |
cordelalagoas@hotmail.com