MEMBROS

CIRO VERAS - DADOS BIOGRÁFICOS

Publicado dia 06/06/2019 às 11h42min | Atualizado dia 06/06/2019 às 11h55min
Ciro Pimentel Veras é um poeta alagoano, nascido em Maceió aos 14 de janeiro de 1959. É filho de Louvercy Calheiros Veras e Maria Guiomar de Souza Pimentel.

Ciro Pimentel Veras é um poeta alagoano, nascido em Maceió aos 14 de janeiro de 1959. É filho de Louvercy Calheiros Veras e Maria Guiomar de Souza Pimentel. Começou a fazer poesia aos quatorze anos de idade. Em 1986, aos vinte e sete anos, passou a escrever com grande frequência, motivado pela amizade com alguns amigos, músicos. Neste período, escreveu letras de várias músicas desses seus amigos e aprendeu também alguns acordes de violão, com os quais compôs algumas músicas. Estas músicas estão gravadas na cabeça do poeta, escritas e cifradas em seu caderno de páginas já amareladas pelo tempo. Os anos foram passando e o poeta diminuiu um pouco a frequência ao escrever, até chegar o dia 14 de janeiro de 2015, por coincidência dia de seu aniversário, com a fundação da CONFRARIA: NÓS, POETAS, da qual é um dos membros fundadores, quando voltou a escrever poesias frenética e diariamente até os dias de hoje. Lançou seu primeiro livro, denominado NÓS, POETAS, em coletânea, com os outros quatro fundadores da CONFRARIA no mês de dezembro de 2015, na VII Bienal Internacional do livro de Alagoas. EM 2017 participou da coletânea ALÉM DO CORDEL - ANTOLOGIA VERSÁTIL pela Nordestina Editora.

                 Sua primeira poesia no formato de cordel foi feita em 15/04/2008 e chama-se SETILHAS ALAGOANAS, em homenagem à sua terra natal. Mas o poeta só veio se tornar essencialmente um cordelista no ano de 2016 ao lançar, no segundo semestre, seu primeiro cordel denominado “A INCRÍVEL VIAGEM DE ALEXANDRA E CIRO À FLORIANÓPOLIS”. A satisfação foi tamanha que logo em janeiro de 2017 ele lança “CONFRARIA: NÓS, POETAS DOIS ANOS DE POESIA”. Em maio do mesmo ano, lança “UMA INFÂNCIA FELIZ ÀS MARGENS DO SÓTÃO MAL ASSOMBRADO” que narra a vida do autor nos tempos de criança. No final do mesmo ano lança seu quarto cordel, “pretensiosamente” educativo, denominado “O HOMEM QUE MIJAVA SENTADO”. Em 2018 lança seu primeiro romance de cordel “O CAPETA, A PROSTITUTA E A POESIA” com 185 estrofes em 12 capítulos. Em 2019 lança o cordel “DROGAS APRISIONAM, ABRAÇOS LIBERTAM” em parceria com sua esposa Alexandra Lacerda.  O autor tem vários outros títulos ainda não publicados, e diz: “nasci cordelista e só aos 57 anos de idade é que vim descobri-lo”. Ciro Veras é Membro Fundador da AALC – ACADEMIA ALAGOANA DE LITERATURA DE CORDEL, é seu primeiro Presidente, estando em seu segundo mandato com vigência até 30/09/2020, ocupando a cadeira nº 1 cujo patrono é Manoel D’Almeida Filho.

Fonte: AALC - ACADEMIA ALAGOANA DE lITERATURA DE CORDEL

Mais Populares

NOTA DE FALECIMENTO

29 de julho de 2019 |   198

CADEIRAS, MEMBROS EFETIVOS E PATRONOS

03 de maio de 2019 |   174

CICERO MANOEL - DADOS BIOGRÁFICOS

06 de junho de 2019 |   152

ÚLTIMAS Notícias

NOTA DE FALECIMENTO

29 de julho de 2019 às 13:26:39

AALC NA RÁDIO GAZETA

15 de julho de 2019 às 10:50:55

O CAPETA, A PROSTITUTA E A POESIA

08 de julho de 2019 às 11:43:14



Fale Conosco

Praça Dom Pedro II s/n Centro Maceió AL
(82) 98805-2789 | |
cordelalagoas@hotmail.com